Aristeu Nantes busca sonho de campanha de 2016 e plano de saúde do servidor municipal entra em estudos.

cresce a possibilidade desta parceria que pode beneficiar todo o funcionalismo municipal e sua família com assistência de um plano de saúde.

| ADAUTO DIS/ DIAS MS


prefeito Aristeu Nantes e vice-prefeito Amadeu de Moura - Foto Adauto Dias

Com equipe estabilizada, experiência de administração e município organizado, o prefeito Aristeu Pereira Nantes busca solidez no projeto e coloca em estudos a possibilidade de tornar realidade um dos poucos compromissos de campanha de 2016, quando pleiteava o cargo de chefe do poder executivo municipal pela primeira vez, e apresentou em seu plano de governo, o tão sonhado plano de saúde para os servidores municipais de Glória de Dourados.

Durantes os quatros primeiros anos administrando o município, Aristeu teve muito trabalho devido às dificuldades enfrentadas no setor financeiro, e com muita dedicação, honestidade, valorizando o dinheiro público, sempre buscou receitas para sanar dívidas herdadas da administração anterior, mesmo assim, conseguiu fazer uma das melhores administrações que Glória de Dourados já teve. Com a casa em ordem, cresce a possibilidade desta parceria que pode beneficiar todo o funcionalismo municipal e sua família com assistência de um plano de saúde.

No início deste segundo mandato administrativo deste governo municipal, a vereadora Lucinéia Marinho de Oliveira Nogueira (Néia) apresentou indicação solicitando o plano de saúde, e neste início de mês de setembro foi a vez do vereador e presidente do Legislativo municipal Júlio Cleverton dos Santos (Buguelo) também apresentar esta solicitação. Com a possibilidade mais próxima da realidade, o prefeito Aristeu Nantes em companhia do vereador Buguelo, estiveram reunidos com Ricardo Ayache, presidente da Cassems - Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul, para as primeiras conversas e possibilidade de estudos.

Aristeu destacou, “sabemos a importância de um plano de saúde para a família destes servidores, que também ajuda na redução no fluxo dos atendimentos nos setores da saúde do município. Por isso, vamos colocar em estudos e analisar a viabilidade econômica, tanto para os cofres do município, quanto à parte que caberá ao funcionalismo municipal, tudo isso dependerá do valor estipulado pela Cassems, em seguida será realizada audiências públicas para então consolidarmos a parceria”. Concluiu o prefeito.