Homem que fotografou hangar antes de roubo de aviões é preso em Anastácio

| LINIKER RIBEIRO / CAMPO GRANDE NEWS


Um dos aviões roubados em Aeroclube de Aquidauana, na madrugada de segunda-feira. (Foto: Arquivo)

Suspeito de ter contribuído para o roubo de aeronaves em hangar do Aeroclube de Aquidauana, a 135 quilômetros da Capital, homem, que não teve a identidade revelada, foi preso na manhã desta quarta-feira (8). Terceiro envolvido na ação a ser conduzido à delegacia, ele foi encontrado em Anastácio, cidade vizinha a Aquidauana.

A suspeita é que o homem seja o responsável pelo levantamento fotográfico da área onde os três aviões roubados estavam guardados, conforme o site O Pantaneiro.

O suspeito foi encontrado por volta das 11h, em residência na Vila Mariana, em Anastácio. Ele dormia quando equipes policiais das duas cidades pantaneiras chegaram ao local.

Os dois primeiros presos por envolvimento no crime também são de Anastácio. Roger Breno Wirmond dos Santos, de 22 anos, conhecido como “Zóio', e Cristhofer Cristaldo Rocha, de 20, foram capturados menos de 12h após o crime, na última segunda-feira (6).

Investigações policiais indicam que a dupla ficou responsável pelo monitoramento do aeroporto e teriam até fornecido as armas usadas no crime.

Líder - Foragido desde junho, após protagonizar fuga misteriosa do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima de Campo Grande, Laudelino Ferreira Vieira, o “Lino', aparece como um dos mandantes do roubo das três aeronaves. O nome dele foi citado por Cristhofer, que também culpou Lazaro da Silva Ramires, já preso e processado por crimes de tráfico de drogas e furto qualificado, como uma das mentes pensantes do plano.

Crime - Foram levados um avião Bonanza Modelo V35B (matrícula PT-ING) e dois Cessna Modelo 182 (matrículas PT-KDI e PT-DST). Conforme apurado pela reportagem com base no Registro Aeronáutico Brasileiro, a primeira aeronave pertence a Zelito Alves Ribeiro, irmão do prefeito de Aquidauana, Odilon Ferraz Alves Ribeiro (PSDB). O segundo avião, com matrícula PT-KDI, está em nome da empresária Liliane Paschoaletto Trindade.