Com reitor da UFMS, governador inaugura no HU bunker de radioterapia, unidade de AVC

A solenidade será realizada às 9h no Auditório Inard Adami, o antigo Laboratório de Análises Clínicas da UFMS.

| PORTAL DO MS


Três importantes obras que ampliam a prestação dos serviços de saúde do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) serão inauguradas nesta sexta-feira (20) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Com as presenças do governador Reinaldo Azambuja e do reitor da UFMS, Marcelo Turine, serão entregues o Centro de Processamento Celular (CPC), o Bunker de Radioterapia e a Unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A solenidade será realizada às 9h no Auditório Inard Adami, o antigo Laboratório de Análises Clínicas da UFMS. 

CPC

O Centro de Processamento Celular (CPC) do Humap tem como objetivo diversificar o material genético disponível para transplantes de medula óssea e facilitar a localização de doadores compatíveis em todo o território nacional. Segundo informações do hospital, a ativação do CPC é um importante para o crescimento do setor da saúde do Estado, já que ele vai permitir o desenvolvimento de pesquisas com células tronco, a serem financiadas, em parte, com recursos do Estado.

Na entrega do espaço, o governador Reinaldo Azambuja vai assinar termo de acordo para repassar R$ 50 mil mensais à unidade de saúde. Com o banco de sangue público de cordão umbilical, será possível iniciar o trabalho de transplante de medula óssea em Mato Grosso do Sul.

Bunker

O Bunker de Radioterapia do hospital conta com um acelerador linear para tratamento de câncer e faz parte do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS), desenvolvido pelo governo federal em 2012. A construção do espaço possibilita o retorno da radioterapia no Humap, serviço que ficou suspenso por mais de 10 anos. Após o credenciamento do Ministério da Saúde, o setor de radioterapia do HU prevê atender, inicialmente, cerca de 20 pacientes ao mês.

Unidade de AVC

A Unidade de AVC do Humap iniciou as atividades em maio de 2019, como projeto-piloto. No primeiro ano de funcionamento, foram atendidos 286 pacientes. Desses, 73% com AVC isquêmico, sendo que 23% deles receberam medicação trombolítica. Entre julho de 2020 e janeiro de 2021 foram 170 pacientes. Desses, 30 conseguiram receber o tratamento trombolítico.

Recentemente, a Unidade de AVC conseguiu autorização do Ministério da Saúde para funcionar não mais como projeto-piloto e está aguardando publicação no Diário Oficial da União para começar a receber recursos federais. Anteriormente, como projeto-piloto, o funcionamento da Unidade estava sendo bancado com recursos próprios do hospital.

Bruno Chaves, Subcom Foto: Chico Ribeiro/Arquivo 2018 (Reinaldo Azambuja e Marcelo Turine assinam ordem de serviço para construção do bunker do Humap)