Aristeu recebe dois novos respiradores pulmonares doados pelo Codevale para Glória de Dourados.

Equipamentos foram desenvolvidos por engenheiros da USP em parceria com a Marinha do Brasil.

| ADAUTO DIAS / DIAS MS


Prefeito Aristeu Pereira Nantes com a secretária municipal de Saúde Janete Kochinski - Foto Adauto Dias

O município de Glória de Dourados foi contemplado com dois novos respiradores pulmonares recebidos do Codevale - Consórcio Público de Desenvolvimento do Vale do Ivinhema, que será repassado para o Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Glória, através de termo de permissão de uso para reforçar no enfrentamento a Covid-19.

Os equipamentos foram entregues na tarde desta quarta-feira (07) na cidade de Santa Rita do Pardo, local em que o prefeito Aristeu Pereira Nantes foi retirar pessoalmente,  acompanhado da primeira-dama Irene Alencar.

Batizado de Inspire, os ventiladores foram desenvolvidos por um grupo de engenheiros da Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Marinha do Brasil, criados para suprir a necessidade, devido à dificuldade de aquisição dos aparelhos durante a pandemia.

A diretora executiva do Codevale, Daniele Cabriotti, informou que o Consórcio recebeu 27 respiradores após solicitação do Codevale, ao presidente da Rede Nacional de Consórcios Públicos (RNCP), Victor Borges.

A secretária municipal de Saúde Janete Kochinski ressaltou,  “os respiradores são importantes para reforçar no atendimento aos pacientes, já que o município contava com apenas um e agora temos três a nossa disposição, para utilização nas ambulâncias  e no hospital”. Finalizou a secretária. 

O chefe do poder executivo municipal  Aristeu Nantes agradeceu o presidente do Codevale  Lúcio Roberto Calixto Costa e toda equipe, destacando a importância dos equipamentos,         “ Os novos respiradores serão muito importantes para utilização na saúde municipal,  reforçando o atendimento aos pacientes graves da Covid 19, e ficarão a disposição da Maternidade para utilização quando necessário”. Concluiu o prefeito.