Gaeco deflagra operação contra gestão de ex-prefeito e servidores de Bandeirantes

Ainda não há detalhes da apuração desencadeada nesta sexta-feira

| MIDIAMAX


Veículo do Gaeco estacionado em um dos lugares alvos da operação. (Foto: Reprodução/Vídeo).

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) comanda operação contra o ex-prefeito Álvaro Urt e servidores da Prefeitura de Bandeirantes. O Jornal Midiamax apurou que são mandados na casa de funcionários e secretários que trabalharam na gestão do ex-chefe do Executivo daquela cidade.

Ainda não há mais detalhes. Álvaro foi prefeito até setembro, quando foi cassado pela Câmara Municipal de Bandeirantes, que se baseou em denúncias investigadas pela Operação Sucata Preciosa, também desencadeada pelo Gaeco. A apuração girou em torno de emissão de notas fiscais frias no serviço de manutenção da frota de veículos.

Então candidato à reeleição, Álvaro Urt também teve a candidatura indeferida pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) em outubro. A reportagem ligou para ele, contudo as chamadas não foram atendidas.

O prefeito cassado disse, na ocasião do julgamento da Câmara Municipal, que as denúncias eram improcedentes e que a comissão aberta, a poucos meses do fim do mandato e em ano eleitoral, tinha cunho político.

*Matéria em atualização