Avó simula sequestro da neta e vai presa na fronteira

| DOURADOS AGORA


Mulher foi presa quando ia buscar dinheiro de pagamento do sequestro Foto: Divulgação

Por: Flávio Verão

Uma mulher de 44 anos foi presa hoje em Ponta Porã acusada de simular o sequestro da neta, um bebê de 5 meses. A intensão dela era a de extorquir o filho.

O caso envolveu a equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) de Campo Grande, que foi acionada pela equipe da Polícia Civil de Ponta Porã.

O Garras chegou na fronteira na noite de ontem e após diligências identificou que o sequestro estava sendo orquestrado pela própria avó da criança.

Conforme o site Midia Max, a mulher, a princípio, teria forjado o próprio sequestro e também da criança. Assim, comprou um outro aparelho celular para se passar pelo sequestrador e tentar extorquir o filho.

A polícia orientou o pai da criança a negociar o pagamento e foi combinado um local para levar o dinheiro. O valor seria de R$ 15 mil. Hoje, quando foi buscar o dinheiro, já que havia sido acertado que a mulher buscaria enquanto a criança ficaria com o suposto sequestrador, ela acabou presa.

Ainda conforme o Midia Max, quando a mulher chegou ao local combinado em um táxi, os policiais do Garras fizeram a prisão. Ainda dentro do carro encontraram o celular usado por ela. Além disso, o taxista revelou que ela havia deixado a criança em uma loja, com outra mulher.

O bebê foi deixada no estabelecimento comercial com um outro familiar, que não tem envolvimento no caso. Na delegacia a avó da bebê negou armação do crime. Ela pode responder por extorsão mediante sequestro.