Após caso de naja, outro aluno do DF é multado por criar cobra ilegal

Duas cobras foram encontradas no sótão de uma casa no Distrito Federal

| MIDIAMAX


Foto: DIVULGAÇÃO/PCDF.

Nesta semana, um estudante de 22 anos, que cursa veterinária, foi picado por uma cobra naja, na quarta-feira (8) no Gama, região do Distrito Federal. Outro jovem de 20 anos foi autuado, neste sábado (11), por criação irregular de animais silvestres.

Este último caso aconteceu do Residencial Oeste, em São Sebastião. O flagrante ocorreu após denúncias de que na casa havia criação de cobras. Na residência, a moradora autorizou a entrada dos policiais militares.

Então, após averiguação, a equipe do BPMA (Batalhão de Polícia Militar Ambiental) localizou duas serpentes em uma caixa no sótão da casa. As cobras eram uma jiboia e um de cobra-do-milho. Estas espécies, não são peçonhentas e são nativas do Brasil.

De acordo com as informações do Metrópoles, ambas aparentavam estar em bom estado de saúde física. Questionada sobre a propriedade dos animais, a mulher informou que pertenciam ao filho dela. E segundo o jovem, as cobras foram comprado as cobras pela internet há alguns anos.