Polícia investiga vídeo de estupro de menina compartilhado pelo celular

Suspeito teria distribuído o conteúdo em grupo de WhatsApp

| MIDIAMAX


(Foto ilustrativa)

Homem procurou  a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande para denunciar distribuição de pornografia infantil em grupo de WhatsApp. A esposa chegou telefonar para o suspeito, um homem branco, de aproximadamente 32 anos, que admitiu participar de conversas que envolve a troca de pornografia.

Conforme boletim de ocorrência, o denunciante relatou que a imagem mostrava um homem abusando de uma menina com cerca de 10 anos. Diante dos fatos, a esposa dele telefonou para o responsável pela distribuição que, após confirmar participar de um grupo só de pornografia, desligou.

O contato foi repassado à Polícia Civil, bem como um pendrive com o vídeo e prints que comprovam o crime. Caso identificado, o suspeito pode responder por oferece, transmitir, publicar ou divulgar fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito de crianças e adolescentes.