No pior momento da pandemia, Energisa aplica reajuste de 6,9% já na quarta-feira

No pior momento da pandemia, Energisa aplica reajuste de 6,9% já na quarta-feira

| TOP MíDIA NEWS


A Energisa, em Mato Grosso do Sul, confirmou, neste sábado (27), reajuste de 6,9% nas contas de energia, a partir de 1º de julho, a próxima quarta-feira. A alta no preço se dá pior momento da pandemia, ou seja, maior número de infectados e mortes no Estado. 

A empresa informa que o reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica e estava programado para abril deste ano. No entanto, a pedido da própria empresa, foi adiado para julho. Ainda segundo a concessionária, os valores referentes ao reajuste entre abril e julho serão cobrados de forma parcelada a partir de 2021. 

Em nota, a Energisa disse que o fator que mais pesou nesse reajuste foi o da compra da energia, que corresponde a 4,05%. A distribuição da energia foi responsável por 2,49% na alta e os demais itens que compõem o reajuste foram encargos setoriais (0,47%) e transporte, com 0,83%. 

Pandemia 

De acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde, MS tem hoje 7.300 infectados. Já são 71 mortos pela doença. O reajuste ocorre no momento que 3.289 pessoas estão em isolamento domiciliar, o que pode causar aumento no consumo residencial.