Idosa cai no golpe do cartão e bandidos sacam R$ 10 mil de conta

Mulher de 76 anos recebeu ligação de falso funcionário de banco, dizendo que o cartão foi usado e que ele o buscaria para bloquear

| CAMPO GRANDE NEWS / SILVIA FRIAS


Polícia já registrou vários boletins e prendeu integrantes de quadrilha que aplicavam esse golpe na Capital (Foto/Arquivo: Paulo Francis)

Uma idosa de 76 anos foi vítima de estelionato, tendo sido lesada em saques de cerca de R$ 10 mil. Depois de ter sido informada que seu cartão havia sido usado indevidamente em Dourados, um homem se prontificou a buscá-lo na casa, no bairro Monte Castelo.

A idosa relatou à Polícia Civil que recebeu ligação por volta das 15h45 de um homem que se identificou como funcionário do banco. Ele perguntou se ela estava em Dourados, pois o sistema havia registrado uso naquele município.

A mulher respondeu que não e o “funcionário' a orientou a fazer o bloqueio do cartão. Pediu, ainda, que ela redigisse uma carta contando o que havia acontecido e que ele mandaria alguém buscar o relato e o cartão.

Duas horas depois, um homem apareceu e levou o relato e o cartão. Em contato com a central do banco, a idosa descobriu vários saques indevidos, totalizando aproximadamente R$ 10 mil em desfalque.

Em nota já divulgada anteriormente, por conta do aumento deste tipo de golpe, o banco informou que não liga nem envia mensagens ou links solicitando senhas e dados da conta dos clientes e tampouco pede confirmação de atualização de aplicativos em ambientes de autoatendimento. Ao receber ligação telefônica ou contato pessoal suspeito, o cliente deve desligar o telefone e procurar uma agência ou caixa eletrônico para alterar suas senhas, mesmo que não as tenha informado.

O Banco do Brasil acolhe todas as reclamações de movimentações financeiras não reconhecidas pelos clientes, abrindo um processo de contestação. Posteriormente, esse processo é analisado pela área técnica que define qual a responsabilidade das partes, cliente e Banco, na ocorrência. Sempre que o parecer indica o encerramento do processo com responsabilidade do Banco, o cliente é integralmente ressarcido no valor da contestação.