Mato Grosso do Sul convoca 260 para curso de formação da Polícia Civil

| DOURADOS AGORA


 Da redação

Após três anos de disputa judicial, Mato Grosso do Sul deu continuidade ao concurso da Polícia Civil de 2017 e o governador Reinaldo Azambuja anunciou, nesta sexta-feira (7.2), a convocação de 120 para o curso de formação de investigadores e 140 para de escrivães.

'Conseguimos depois de um longo debate e de uma judicialização culminar no dia de hoje e anunciarmos a ampliação das vagas porque nós tínhamos 80 agentes e 100 escrivães e hoje nós estamos autorizando 120 agentes e 140 escrivães que vão entrar para o curso de formação', disse o governador.

O certame havia sido suspenso pela Justiça após contestação da prova prática de digitação. Depois de longo processo, o Judiciário autorizou a retomada o processo para contratação dos agentes da Polícia Civil, para o quadro de pessoal permanente da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Reinaldo Azambuja destacou ainda os resultados alcançados pela Polícia Civil e pelas demais forças de segurança de Mato Grosso do Sul. 'A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul é reconhecida nacionalmente como aquela que tem tido o melhor resultado no País. E essa integração das forças de segurança traz os resultados: temos a maior população carcerária, talvez do mundo. O país que mais apreende é os Estados Unidos, com 657 presos para cada 100 mil habitantes, e Mato Grosso do Sul tem muito mais do que isso'.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Giancarlo Corrêa Miranda, o chamamento dos concursados é uma conquista que vai ajudar no trabalho das delegacias. 'A convocação nos ajuda. É uma reivindicação importante que está sendo atendida. Esperamos que o restante também seja convocado', disse.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, destacou que, em média, a Polícia Civil esclarece 70% dos homicídios – muito mais que os outros estados. Ele lembrou ainda que as forças de segurança do Estado são as mais que apreendem drogas no País.

Viaturas

Ainda nesta sexta-feira (7.2), o governador entregou sete viaturas descaracterizadas que serão usadas pela área de inteligência da Polícia Civil. São dois Chevrolet Cruze e cinco Citroen C4, adquiridos com recursos federais, como contrapartidas pela disponibilização de policiais para atuação na Força Nacional e como cooperação para o combate ao crime organizado.

Também participaram do evento o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa; os secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Carlos Alberto de Assis (Gestão Política da Capital); deputado Coronel Davi; consultora legislativa Ana Carolina Ali Garcia; Delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas; e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Joilson Alves do Amaral, entre outras autoridades.