Motorista de aplicativo é agredido por quatro travestis dentro de carro

Caso ocorreu na noite de ontem (13) na Vila Progresso, em Campo Grande

| CAMPO GRANDE NEWS / KEROLYN ARAúJO


Travestis foram encaminhadas para a Depac da Vila Piratininga. (Foto: Henrique Kawaminami)

Motorista de aplicativo de 37 anos foi agredido por quatro travestis na noite de ontem (13) na Vila Progresso, em Campo Grande. Ele também foi ferido no ombro com um objeto cortante e teve o nariz quebrado.

Conforme informações do boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar fazia rondas pelo bairro, quando flagrou tumulto dentro de um veículo GM Onix que estava estacionado na Rua Estevão Capriata. Um homem desceu do carro ensanguentado e disse aos militares que estava sendo agredido por quatro travestis durante assalto.

À polícia, o motorista contou que trabalha com corridas de aplicativo e, na volta de uma corrida nas proximidades, foi abordado por uma travesti. Ele levaria a suspeita até um ponto na Rua 15 de Novembro.

Segundo a vítima, durante o trajeto, a travesti retirou a chave da ignição e roubou o celular. Houve luta corporal e o motorista acabou ferido no ombro com objeto cortante. Outras três travestis também entraram no carro e agrediram o homem.

Aos militares, a travesti contou que foi contratada pelo motorista para fazer um programa por R$ 70. Ao final do serviço, ele teria se recusado a pagar o valor combinado e desencadeado a briga.

Com a perfuração no ombro e outros ferimentos no rosto, o motorista foi socorrido e encaminhado ao CRS (Centro Regional de Saúde) do Aero Rancho e, depois, transferido para a Santa Casa.

Duas travestis envolvidas na briga foram levadas para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE