Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
26 de Dezembro de 2017 às 14h09min
Por hora, contribuintes de MS pagam a média de R$ 2,4 milhões em impostos

Campo Grande News
(Foto: Divulgação)

Todo contribuinte tem consciência de que paga muito imposto, mas certamente não faria ideia de quanto pesa essa carga tributária. De acordo com o Impostômetro, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo, que calcula quanto se paga de impostos, taxas e contribuições no Brasil, os sul-mato-grossenses destinaram aos cofres federais, estaduais e municipais, o total de R$ 20,575 bilhões do início do ano até esta sexta-feira (dia 22). 

Esse montante representa o valor médio diário de R$ 57,8 milhões. Reduzindo ainda mais essa dimensão, isso significa que os contribuintes de Mato Grosso do Sul pagaram R$ 2,4 milhões por hora à União, ao governo do Estado e as prefeituras municipais, em forma de tributos. 

Com esse dinheiro (os R$ 2,4 milhões pagos a cada hora) seria possível comprar, por exemplo, 79 carros Volkswagen Gol zero quilômetro. Também é possível adquirir dez casas, no valor unitário de R$ 240 mil. 

Neste ano, os sul-mato-grossenses pagaram R$ 1,84 bilhão a mais de tributos na comparação com o valor acumulado em igual período do ano passado (de 1º de janeiro a 22 de dezembro), que foi de R$ 18,731 bilhões, de acordo com o Impostômetro.  

Em todo o País, os contribuintes pagaram R$ 21,1 trilhões. Até o último dia do ano, o placar deve chegar a R$ 2,170 trilhões, crescimento de 8,4% em relação ao ano passado, sem considerar a inflação.

O Impostômetro é ferramenta criada há sete anos com o objetivo de conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária do país e incentivar a cobrança para que os governos ofereçam serviços públicos de qualidade.


 
Notícias Recentes
Porto de Ladário inicia exportação de soja para a Argentina
Bandeira tarifária continua verde em abril sem cobrança extra nas contas de luz
Projeto de lei polêmico eleva receita das lotéricas
Preço da gasolina nas bombas recua pela 3ª semana seguida, diz ANP
Habilitação para receber perdas de planos econômicos começa em maio
Mais de 7,8 mil benefícios por auxílio-doença serão revisados em MS
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet