Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
16 de Junho de 2017 às 14h29min
MS abateu quase 16 mil bovinos a menos no primeiro trimestre de 2017
IBGE aponta redução de 1,85% na quantidade de animais abatidos, de 861.912 cabeças para 845.984.
G1 MS

No primeiro trimestre de 2017, os frigoríficos de Mato Grosso do Sul reduziram em 1,85% o número de animais abatidos (Foto: Anderson Viegas/G1 MS)


O número de bovinos abatidos nos frigoríficos de Mato Grosso do Sul caiu 1,85% no primeiro trimestre de 2017 frente ao mesmo período de 2016, recuando de 861.912 animais para 845.984, segundo dados de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Apesar da redução, o estado se manteve como o segundo no ranking nacional de abates, ficando atrás somente de Mato Grosso, que no acumulado de janeiro a março deste ano, contabilizou 1.116.752 cabeças abatidas. O número é 0,06% menor que as 1.117.319 do mesmo intervalo de tempo do ano passado.


Em âmbito nacional, entretanto, o número de abates cresceu 0,67%, passando de 7.319.737 animais para 7.369.356.
A pesquisa do IBGE aponta também que dos animais abatidos no estado nos três primeiros meses deste ano, 44,49% foram bois (375.418 animais), 29,14% foram vacas (246.555), 20,97% foram novilhas - fêmeas com menos de dois anos (177.470) e 5,28% foram novilhos - machos com menos de dois anos (45.541).


 
Notícias Recentes
Deputado faz votação-relâmpago em plenário vazio e aprova em 1 minuto projeto na Comissão de Educação
Veja o video:Tiririca anuncia que deixa a política: “Saio totalmente com vergonha”
Hospital da SIAS de Fátima do Sul recebe emenda parlamentar de Onevan
PL apresentado por Renato Câmara propõe alterações no cadastro fiscal para contribuintes em situação regularização fundiária
Onevan participa de formatura e assegura emenda para Guarda Mirim de Naviraí
Militar morre após colisão frontal com carreta
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet