Untitled Document
 
 
E-mail: adautodias@msn.com
 
 
 
11 de Maio de 2019 às 08h40min
Estado é vítima e deve ser ressarcido, aponta governador sobre fraude na SED

Campo Grande News

(Foto: Leonardo Rocha)

Para o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o Estado é vítima dos desvios flagrados pela Operação Nota Zero, deflagrada pela PF (Polícia Federal) e CGU (Controladoria Geral da União) na última quarta-feira (8). Durante o lançamento da campanha “Maio Laranja”, na manhã desta sexta-feira (10), Reinado reforça que este o momento de apuração.

O governador ainda defende que as instituições de controle, como a PF, devem seguir adiante com as investigações e caso seja comprovado os desvios de recursos, ele espera que seja punido quem fez algo contra o estado.

“Espera que haja devolução do que tirado do Estado, seja por servidor ou por pessoas externas ao governo”, afirma Reinaldo.

Em nota oficial, o Governo do Estado já havia se comprometido a colaborando com as investigações da Polícia Federal e da CGU sobre fraudes em licitações da SED (Secretaria de Estado de Educação) para a contratação de reformar de escolas.

Operação Nota Zero

Investigações da operação Nota Zero constataram irregularidade em oitos processos licitatórios da SED (Secretaria Estadual de Educação), que somados chegam a R$ 9,6 milhões. A ação da PF e CGU apura fraudes em contratos firmados pela SED e empresas de construção civil na construção e reforma de escolas.

Durante a operação foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, expedidos pela 5ª Vara da Justiça Federal. Um dos alvos foi a SED (Secretaria Estadual de Educação), no Parque dos Poderes.


 
Notícias Recentes
Vereadores pedem a Onevan emenda para Apae de Batayporã
Prefeito de Anaurilândia se filia ao PSDB e partido agora chega a 43 prefeitos em MS
Soraya Thronicke perde ação contra suplente na Justiça
PSDB define como meta ampliar número de filiados em MS
Mourão defende reforma política após a conclusão da Previdência
Barbosinha pede asfalto para MS-274 que liga Distrito de Porto Wilma a Indápolis
   
 

2006 - 2012 © - Glória News - Todos os direitos reservados.
As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Desenvolvido por: Ribero Design - tecnologia&internet